Família Rena

Qualidade em honra ao nosso nome

A história do Rena Café começa em 1980 com a experiência prática do agrônomo, pesquisador e professor de fisiologia vegetal da Universidade Federal de Viçosa, PhD em Biologia Alemar Braga Rena, em sua propriedade, a Fazenda Recua, situada em Paula Cândido-MG, terroir conhecido como Matas de Minas. O professor Rena aplicou todo conhecimento adquirido na vida acadêmica nacional e internacional, assim como sua especialização em fisiologia cafeeira e produtividade, ao desenvolvimento de grãos com elevadíssimo padrão de qualidade. A excelência na produção logo obteve o reconhecimento do mercado, o que levou à exportação do café como commodity durante mais de quatro décadas.

Entretanto, com a crescente demanda do mercado interno por cafés de alta qualidade e o objetivo do novo gestor, Bernardo Rena (filho de Alemar Rena), em agregar valor aos frutos, em 2014 foi desenvolvida a torrefação do Rena Café. Atualmente, a empresa une o casal Bernardo e Andressa, sua esposa, no intuito de levar os melhores grãos de produção própria, somente cafés especiais ao público brasileiro. A marca uniu gerações da família Rena em torno de um conceito de café de alto padrão, unindo os grãos de categoria especial a agradáveis e momentos sutis de bem estar para apreciadores da bebida.

Nossa história é como a de tantas famílias que trabalham unidas, com raízes no campo e a mente no mundo. História que começa com um pioneiro, referência que se transformou em lições, aprendizado, cultura. Para nós, os valores ensinados não são apenas um quadro na parede, estão em tudo o que fazemos. Somos nossas crenças. Por isso não temos receio de usar nosso nome como a nossa marca. Confiamos na qualidade do produto tanto quanto honramos o nosso nome. Melhor ainda, unimos as nossas duas paixões, família e café, em um projeto de vida. Somos um. E por isso o que fazemos aqui, também entregamos para nossos apreciadores. Impossível fugir da nossa verdade. Então não se surpreenda se o aroma do nosso café te transportar para suas próprias raízes. Se o sabor te desconectar desse plano por algum instante. Porque nós também nos sentimos assim. É uma honra compartilhar a sutileza desse momento com você, com seu bem-estar. De coração… como isso é bom.

Busca

Open chat